SEMED promoveu Curso de Capacitação para professores da educação Indígena

SEMED promoveu Curso de Capacitação para professores da educação Indígena


Envie um link

"O curso faz parte do processo de transição da educação nos moldes do Programa Parakanã há mais de 25 anos, e migrando para a Educação Escolar Indígena. "


Secretaria de Educação, publicado em 23/03/2018

No dia 19 de março, a Prefeitura de Novo Repartimento através da Secretaria de Educação, deu início ao curso de capacitação para professores da rede de ensino indígena.

O Prefeito Amizade juntamente com a secretaria de educação Wanilza Lima, estiveram fazendo participação na inicialização do curso de capacitação, que acontece desde o dia 19/03 a 23/03, para professores Turia: “Professores não indígenas” e Awaete: “Professores indígenas”, e está sendo ministrado por uma equipe da SEMED, composta pelos professores Márcia Perini, Maria Elenita, Antônia Moraes, Moisés Souza, Vera Fontenelez, professores da UNIFESSPA, Mestre Maria Cristina Macedo Alencar e Dr. Hiran de Moura Passos, professores da FUNAI, Richelly de Nazaré Lima da Costa e Hellen Fabiana Gomes Mendonça, e do programa Parakanã, Reginaldo Bandeira Portela e Sônia Maria Evangelista Nascimento, com palestras, oficinas e debates, com base na institucionalização do processo de transição da educação do Povo Parakanã do Município de Novo Repartimento, que está saindo dos moldes do Programa Parakanã em vigor há mais de 25 anos e migrando para a Educação Escolar Indígena, que consiste em uma educação pautada no princípio do respeito às especificidades culturais, históricas e linguísticas propostas e discutidas durante a consulta a comunidade indígena Parakanã, na 4ª Conferência Municipal de Educação, na qual pela primeira vez, participaram 186 indígenas AWAETE, e também na I Conferência Local de Educação Escolar Indígena de 2017,  que expôs em documento os anseios da Educação que a Comunidade Parakanã deseja para seus filhos, jovens e adultos.

Atualmente, os indígenas estão matriculados nas escolas de ensino regular das áreas rurais do município próximo às aldeias onde residem, o que representa uma preocupação para o município, pelo fato de estar-se ferindo os preceitos legais que assegura o direito à uma educação que respeite e valorize as manifestações culturais, língua e história do povo indígena. Por essa razão, estamos acelerando o processo de regulamentação da Educação Escolar Indígena, com a criação de 14 Escolas indígenas dentro das aldeias, conforme a Lei 1787/2017 de 13 de dezembro de 2017, para que nesse ano, os alunos entre crianças, jovens e adultos retornem para as escolas dentro das aldeias.

 


Prefeitura de Novo Repartimento – Trabalhando com Responsabilidade.